Não há fotografia actual

A manifestação do fim-de-semana passado, ouvi dizer, existiu. Só soube que ia acontecer dois dias antes. Não vejo nada de novo, nem no facto de o STOP ter ido na cauda. Nem sequer foram escoltados pelas forças especiais por isso … ainda vão ter de caminhar … E já são elitistas. Sim, são.

Quanto a imagens, não há.

E mesmo que existam, serão certamente mais do mesmo.

Não haver, é significativo.

Caro Senhor Presidente, Isso Não É Verdade, Ponto Final e Exclamação!

23 de setembro ou outubro de 2022 sr. Presidente

O Meu Quintal

O excelentíssimo senhor Presidente da República e de todos os portugueses, em especial os do governo que se chamam Costa e António ou não leu o decreto que promulgou ou não o percebeu bem ou alguém lá na Presidência não fez o trabalho de casa.

Quando afirma que “promulgou o diploma sobre a contagem de tempo de serviço dos professores por ter sido cumprido o disposto na lei do Orçamento e para permitir uma progressão este ano” só nos deixa essas hipóteses. No site oficial lê-se que:

Tendo falhado as negociações, se o Presidente da República não promulgasse o diploma, isso poderia conduzir a deixar os professores sem qualquer recuperação na carreira durante o ano de 2019.

Senhor Presidente, as progressões previstas para este ano, resultantes do processo  natural das mesmas, aconteceriam com ou sem a publicação do decreto em causa. Não fui o único, mas há meses que tento…

View original post mais 698 palavras

Mais uma vez, o Paulo sob ataque cerrado.

Deram-lhe tréguas por umas semanitas e voltaram, com as ferramentas melhoradas. Agora, o nome do Paulo inviabiliza que ‘eu’ anexe uma imagem num ‘post’ (ou lá o que se considera os ‘dizeres’) do Facebook. Assim, tentei sem o nome dele. E estava a conseguir, o upload deu-se. Mas, identifiquei-o durante o processo e começou a patinar … e o post não entrou … Em baixo, vou colocar os Print Screen. Os tipos que gerem o Facebook português são portugueses, são uns engenheiros ou algo assim. E portanto, isto não tem nada a ver com o Facebook em si mas sim com a mediocridade do que se passa em Portugal. Se chatearmos muito, voltam a desbloquear. Entretanto, como sabemos, são gerações deles e portanto, há que ter enorme paciência e convicção para continuar.

Adenda:

Não consigo colocar o nome do Paulo no Facebook naquela opção ‘com quem estavas’ quando partilhei este post. O que está a acontecer é dramático.

Captura de ecrã 2019-03-13, às 22.11.43

♘ Sabia da égua de Raskolnikov

Desconhecia o episódio em que Nietzsche, em Turim, terá impedido o espancamento de um cavalo. E de que terá passado o resto da vida «dócil e demente, entregue aos cuidados da mãe e das irmãs» [Béla Tarr, 2011 (¹)]. Há quem associe este episódio a um seu último gesto de lucidez. E sendo ele admirador de Dostoiévski, fará sentido.
À semelhança do sonho de Raskólnikov, em que Mikolka, dono do animal, com outros bêbados, assassinam violentamente uma égua no meio da rua e uma criança corre a abraçar e a beijar o focinho do animal caído, Nietzsche, adulto, consegue salvar o cavalo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ilustrações a partir de desenhos de autores vários, mas tratados e adaptados, compostos e decompostos por mim. Incluo dois desenhos mais ‘juvenis’ ;).


(¹) Ribeiro, Ana Vieira (2014) “A rotina como estrutura do tempo: O cavalo de Turim de Béla Tarr.” Revista Croma, Estudos Artísticos. ISSN 2182-8547, e-ISSN 2182-8717. Vol. 2 (4): 20-28.

Temos aqui uma questão para resolver.

Aquilo que partilhei no meu Facebook, do Paulo, aparece agora como impróprio e, sem ter sido avisada, foi escondido. Dei conta da forma que todos demos e verifiquei porque me dei ao trabalho de andar para trás na cronologia.

Cliquei para ver os critérios dos senhores e são aqueles que deixo em hiperligação.

Há, quanto a mim, algo estranho e complexo por trás de tudo isto. É que, meteu também a plataforma WordPress. E se assim foi, também há que ser bem verificado. A confirmar o que penso, esta situação transcende os pequenos inimigos e mete malandragem sabida, poderosa.

Um passo de cada vez e o Facebook reage, por norma, humanamente. Até porque têm muito dinheiro. Assim, se muitos de nós os ‘chatearmos’ com a verdade, eles acabam por levantar o bloqueio. Como fazer? Não sei muito bem mas vou tratar de descobrir, sei de quem tenha conseguido. Noutras circunstâncias. Nada garante nada. Esta situação preocupa-me.

 

Posições

O Meu Quintal

Outra observação que me é feita é “que raio te preocupas em defender os enfermeiros se eles nunca nos apoiaram”, em regra seguida de “ainda por cima não se sabe de onde vem todo aquele dinheiro”.

Duas respostas rápidas a quem assim raciocina.

A minha posição sobre esta ou aquela causa que acho digna de defender não resulta necessariamente da proximidade que tenho com ela ou se no passado existiu um alinhamento ou apoio de posições. Muito menos o faço com base no cartão partidário de alguém. Há gente boa e má em todo o lado e há causas que não deixam de ter validade só porque alguém que as promove não é do que alguns consideram o quadrante político “certo”. Quem, entre os professores, não percebe que o atropelo de uma classe profissional e o seu amesquinhamento público com base em boatos e meias-verdades não é admissível…

View original post mais 180 palavras