Hallow Mag 2019

Nada como começar num dia 13!

Aqui fica uma amostra, em imagens .jpeg, se alguém quiser o .pdf, contacte-me.

Relembro o apontamento do ano passado, aqui   [https://margaridaaz.com/recursos/efemerides/hallowmag/9].

Continuo a criar material didáctico e pedagógico, à espera que alguma editora se interesse. Até lá ofereço, parcialmente. E uso, com os meus alunos.

Boa semana!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Há mais …. cruzadas/crossword. E desenhos, para colorir, pintar. E jogos. Mais à frente, mostro.

Cães de Coimbra

O flagelo das matilhas não são os cães que deambulam pelas ruas. Triste é quem os abandonou e não lhes deu o que merecem e têm direito.
Os humanos também morrem, por aí, e por vezes vezes, sem que alguém sinta a sua falta. São igualmente abandonados. E deambulam, também, pelas ruas.
O mostro, quem é?

Eu sou!

O Quebr’ a Corrente é o primeiro movimento cívico do país a libertar cães acorrentados, através da vedação de espaços exteriores, e sempre em colaboração com os/as cuidadores/as.

Este slideshow necessita de JavaScript.

PDF com todos os postais [Postais Quebra a corrente ]

Um cão acorrentado permanentemente viola a lei portuguesa em vigor sobre o acondicionamento de animais (Decreto-Lei n.º 276/2001 e Decreto-Lei n.º 315/2003) no entanto, é ainda uma realidade frequente no nosso país.

Lei n.º 8/2017 | Artigo 201.º- B

Os animais são seres vivos, dotados de sensibilidade e objeto de proteção jurídica, em virtude da sua natureza.

Manter cães acorrentados é inseguro para os próprios e também para a comunidade.

Os cães acorrentados sofrem de stress emocional, de problemas de comportamento e têm 8 vezes mais probabilidade de morder. É mais difícil prestar cuidados a um cão que esteja preso ou amarrado porque as correntes prendem em obstáculos e impedem-nos de chegar à comida, à água ou ao abrigo. Os cães estão também mais vulneráveis a serem atacados por outros, e as cadelas a engravidarem se não estiverem esterilizadas.

Se nos quiser ajudar, junte-se! Temos uma plataforma de Crowdfunding e um site, onde se pode associar.

A partir de ontem.

Legislação abrangente. Novas oportunidades.

Despacho n.º 6954/2019 – Diário da República n.º 149/2019, Série II de 2019-08-06

Educação – Gabinete do Secretário de Estado da Educação
Estabelece as linhas orientadoras que presidem a um programa de intervenção junto de jovens que abandonaram o sistema educativo e em risco de exclusão social, denominado «Segunda Oportunidade».

Aquilo que se estranha

e que dói. Mas, sentimentalismos à parte, um artigo excelente, corajoso e muito sério sobre uma perturbação do neurodesenvolvimento que conheceremos muito bem,  a perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA).

A ler, a atentar. É connosco. Com ou sem diagnóstico.

Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção: quando a ignorância faz vítimas inocentes.