A partir de ontem.

Legislação abrangente. Novas oportunidades.

Despacho n.º 6954/2019 – Diário da República n.º 149/2019, Série II de 2019-08-06

Educação – Gabinete do Secretário de Estado da Educação
Estabelece as linhas orientadoras que presidem a um programa de intervenção junto de jovens que abandonaram o sistema educativo e em risco de exclusão social, denominado «Segunda Oportunidade».

Aquilo que se estranha

e que dói. Mas, sentimentalismos à parte, um artigo excelente, corajoso e muito sério sobre uma perturbação do neurodesenvolvimento que conheceremos muito bem,  a perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA).

A ler, a atentar. É connosco. Com ou sem diagnóstico.

Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção: quando a ignorância faz vítimas inocentes.

 

Não há fotografia actual

A manifestação do fim-de-semana passado, ouvi dizer, existiu. Só soube que ia acontecer dois dias antes. Não vejo nada de novo, nem no facto de o STOP ter ido na cauda. Nem sequer foram escoltados pelas forças especiais por isso … ainda vão ter de caminhar … E já são elitistas. Sim, são.

Quanto a imagens, não há.

E mesmo que existam, serão certamente mais do mesmo.

Não haver, é significativo.

Caro Senhor Presidente, Isso Não É Verdade, Ponto Final e Exclamação!

23 de setembro ou outubro de 2022 sr. Presidente

O Meu Quintal

O excelentíssimo senhor Presidente da República e de todos os portugueses, em especial os do governo que se chamam Costa e António ou não leu o decreto que promulgou ou não o percebeu bem ou alguém lá na Presidência não fez o trabalho de casa.

Quando afirma que “promulgou o diploma sobre a contagem de tempo de serviço dos professores por ter sido cumprido o disposto na lei do Orçamento e para permitir uma progressão este ano” só nos deixa essas hipóteses. No site oficial lê-se que:

Tendo falhado as negociações, se o Presidente da República não promulgasse o diploma, isso poderia conduzir a deixar os professores sem qualquer recuperação na carreira durante o ano de 2019.

Senhor Presidente, as progressões previstas para este ano, resultantes do processo  natural das mesmas, aconteceriam com ou sem a publicação do decreto em causa. Não fui o único, mas há meses que tento…

View original post mais 698 palavras

Temos aqui uma questão para resolver.

Aquilo que partilhei no meu Facebook, do Paulo, aparece agora como impróprio e, sem ter sido avisada, foi escondido. Dei conta da forma que todos demos e verifiquei porque me dei ao trabalho de andar para trás na cronologia.

Cliquei para ver os critérios dos senhores e são aqueles que deixo em hiperligação.

Há, quanto a mim, algo estranho e complexo por trás de tudo isto. É que, meteu também a plataforma WordPress. E se assim foi, também há que ser bem verificado. A confirmar o que penso, esta situação transcende os pequenos inimigos e mete malandragem sabida, poderosa.

Um passo de cada vez e o Facebook reage, por norma, humanamente. Até porque têm muito dinheiro. Assim, se muitos de nós os ‘chatearmos’ com a verdade, eles acabam por levantar o bloqueio. Como fazer? Não sei muito bem mas vou tratar de descobrir, sei de quem tenha conseguido. Noutras circunstâncias. Nada garante nada. Esta situação preocupa-me.

 

“O Beco Da Cidadania” ©Paulo Guinote e continua a ser censurado no Facebook

No Facebook ainda não se consegue partilhar links do Paulo Guinote. Gente miserável e miserável Facebook

O Meu Quintal

A criação da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento é daquelas medidas que parece muito béééém às pessoas muito béééém, muito dentro do seu tempo e da construção dum século XXI fraterno, solidário e humanista, que acham que a sua visão do mundo e da democracia é a única válida, por muito que seja completamente distópica.

No enquadramento oficial da disciplina pode ler-se que:

Visando a construção sólida da formação humanística dos alunos, para que assumam a sua cidadania garantindo o respeito pelos valores democráticos básicos e pelos direitos humanos, tanto a nível individual como social, a educação constitui-se como uma ferramenta vital. Deste modo, na Cidadania e Desenvolvimento (CD) os professores têm como missão preparar os alunos para a vida, para serem cidadãos democráticos, participativos e humanistas, numa época de diversidade social e cultural crescente, no sentido de promover a tolerância e a não discriminação, bem como de suprimir os radicalismos violentos.

Se bem percebem…

View original post mais 432 palavras