Cães de Coimbra

O flagelo das matilhas não são os cães que deambulam pelas ruas. Triste é quem os abandonou e não lhes deu o que merecem e têm direito.
Os humanos também morrem, por aí, e por vezes vezes, sem que alguém sinta a sua falta. São igualmente abandonados. E deambulam, também, pelas ruas.
O mostro, quem é?

Temos aqui uma questão para resolver.

Aquilo que partilhei no meu Facebook, do Paulo, aparece agora como impróprio e, sem ter sido avisada, foi escondido. Dei conta da forma que todos demos e verifiquei porque me dei ao trabalho de andar para trás na cronologia.

Cliquei para ver os critérios dos senhores e são aqueles que deixo em hiperligação.

Há, quanto a mim, algo estranho e complexo por trás de tudo isto. É que, meteu também a plataforma WordPress. E se assim foi, também há que ser bem verificado. A confirmar o que penso, esta situação transcende os pequenos inimigos e mete malandragem sabida, poderosa.

Um passo de cada vez e o Facebook reage, por norma, humanamente. Até porque têm muito dinheiro. Assim, se muitos de nós os ‘chatearmos’ com a verdade, eles acabam por levantar o bloqueio. Como fazer? Não sei muito bem mas vou tratar de descobrir, sei de quem tenha conseguido. Noutras circunstâncias. Nada garante nada. Esta situação preocupa-me.

 

Paulo Guinote sob ataque [não se entende mas estamos atentos]

Paulo Guinote sob ataque. Não se consegue partilhar um link do seu blogue, que nada tem de ofensivo. Note-se a mensagem que recebo no Facebook:

Também aqui no blog, WordPress, não consigo inserir uma hiperligação para posts do Paulo Guinote.

Isto aqui não é muito organizado. Ainda.

No outro dia, dei por mim em mais um comportamento de ‘feliz’. A filmar a televisão, a fotografar a mesma. Se isto não é exemplar …

Deste modo, como se fazia ‘antigamente’, é legal a posterior partilha e depois mimarmos quem queremos. De braço erguido, num banquito, em frente à TV.

Esta foto, é apenas uma, meu Amigo. Tem o significado que sabemos ter, da Amizade.

IMG_9142