Caro Senhor Presidente, Isso Não É Verdade, Ponto Final e Exclamação!

23 de setembro ou outubro de 2022 sr. Presidente



O Meu Quintal

O excelentíssimo senhor Presidente da República e de todos os portugueses, em especial os do governo que se chamam Costa e António ou não leu o decreto que promulgou ou não o percebeu bem ou alguém lá na Presidência não fez o trabalho de casa.

Quando afirma que “promulgou o diploma sobre a contagem de tempo de serviço dos professores por ter sido cumprido o disposto na lei do Orçamento e para permitir uma progressão este ano” só nos deixa essas hipóteses. No site oficial lê-se que:

Tendo falhado as negociações, se o Presidente da República não promulgasse o diploma, isso poderia conduzir a deixar os professores sem qualquer recuperação na carreira durante o ano de 2019.

Senhor Presidente, as progressões previstas para este ano, resultantes do processo  natural das mesmas, aconteceriam com ou sem a publicação do decreto em causa. Não fui o único, mas há meses que tento…

View original post mais 698 palavras

“O Beco Da Cidadania” ©Paulo Guinote e continua a ser censurado no Facebook

No Facebook ainda não se consegue partilhar links do Paulo Guinote. Gente miserável e miserável Facebook

O Meu Quintal

A criação da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento é daquelas medidas que parece muito béééém às pessoas muito béééém, muito dentro do seu tempo e da construção dum século XXI fraterno, solidário e humanista, que acham que a sua visão do mundo e da democracia é a única válida, por muito que seja completamente distópica.

No enquadramento oficial da disciplina pode ler-se que:

Visando a construção sólida da formação humanística dos alunos, para que assumam a sua cidadania garantindo o respeito pelos valores democráticos básicos e pelos direitos humanos, tanto a nível individual como social, a educação constitui-se como uma ferramenta vital. Deste modo, na Cidadania e Desenvolvimento (CD) os professores têm como missão preparar os alunos para a vida, para serem cidadãos democráticos, participativos e humanistas, numa época de diversidade social e cultural crescente, no sentido de promover a tolerância e a não discriminação, bem como de suprimir os radicalismos violentos.

Se bem percebem…

View original post mais 432 palavras

Paulo Guinote sob ataque [não se entende mas estamos atentos]

Paulo Guinote sob ataque. Não se consegue partilhar um link do seu blogue, que nada tem de ofensivo. Note-se a mensagem que recebo no Facebook:

Também aqui no blog, WordPress, não consigo inserir uma hiperligação para posts do Paulo Guinote.